Gostou do artigo? Compartilhe!

O fisiatra trata do quê?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

"Esta pergunta é sempre problemática, pois não tem uma resposta pronta e única. Todas as tentativas de simplificação deixam de fora elementos importantes. A resposta só pode ser quilométrica ou incompleta. Isto é um dos fatores que tem dificultado a divulgação da especialidade entre leigos e mesmo entre médicos.

A Fisiatria aborda a funcionalidade.

A Fisiatria é talvez a especialidade que mais traga para o centro da atenção a integração biopsicossocial do ser humano. Algumas especialidades médicas podem abordar dor ou paralisia, mas a Fisiatria vai mais adiante. Além de se preocupar com a dor, também leva em conta como esta dor impede o indivíduo de trabalhar. Além de se preocupar com a paralisia, também leva em conta como esta paralisia impede o indivíduo de barbear-se. Além de se preocupar com a doença, também leva em conta como esta doença impede o indivíduo de ser uma pessoa completa.

Não há especialidades melhores que outras, mas talvez a Fisiatria tenha sido uma revolução entre as especialidades médicas. Ela trouxe um conceito tão inovador que, mesmo passadas tantas décadas, ainda se tenta delimitar exatamente qual o campo de atuação da Fisiatria. Talvez ainda demore mais algum tempo para definir uma especialidade que atenda bebês com meses de vida a pessoas com idade avançada; que faça da prevenção da lombalgia à reabilitação da tetraplegia; que tenha interface virtual com todas as outras especialidades médicas.

Embora seja difícil colocar em palavras, um paciente tratado por um fisiatra sabe o que ele faz. Residentes de outras especialidades que estagiam na Fisiatria testemunham seu valor insubstituível, embora possam ter dificuldade em expressar isto em palavras. Se uma imagem vale mil palavras, experimentar a Fisiatria é mais eficiente que definila. Peço desculpas se frustrei o leitor deste artigo que veio atrás da tão esperada resposta pronta à pergunta "O fisiatra trata do quê?". O objetivo do artigo era justamente confundi-lo mais ainda com idéias sobre as quais, às vezes, nem os próprios fisiatras se detêm para refletir."

Trechos do artigo escrito por Marcelo Saad, publicado na revista Acta Fisiátrica.

http://www.actafisiatrica.org.br/detalhe_artigo.asp

Autor

Dra Bianca Héleny Marques Siqueira

Dra Bianca Héleny Marques Siqueira

Eletroneuromiografia, Fisiatria

Especialização em Medicina Física E Reabilitação (fisiatria) no(a) UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO.


Links selecionados